Przamiguês: Ed. #01

Olha, to cheia de link e estarei compartilhando com vocês tudo junto, assim não loto a caixa de vocês nem fica links perdidos no chats da vida:

Dica 01: Leiam a carta de Anna Vitória #43! Ela é um pouco triste porque fala sobre a morte do avô dela, mas ela também é cheia de esperança. Porque fala sobre o recomeço e o aproveitar que estamos vivos. E tá cheia de referência, como Sandy e Júnior, Grey’s Anatomy e Harry <3

‘Um dia em que ninguém morre é um bom dia’. Alguém disse isso uma vez. Espera. Fui eu. Eu disse isso. Qualquer dia em que acorde e seu corpo ainda se move é um bom dia. Você pode recomeçar. Pode esquecer os erros do passado. Pode ter um novo começo. Viver cada dia como se fosse o último. Todas as baboseiras escritas em almofadas e parachoque, é tudo verdade. Você está vivo. Respeite isso. Nem todos estão.

Dica 02: Carta das Editoras do site headcanons. Não me interessei muito pelas matérias, mas eu gostei muito da carta. Fala de amigas, do Tumblr e dessa vida de fandom (não interessa qual). E porque lembra a gente, no sentido geral das coisas.

A vontade de conectar é inerente a atividade de fã: queremos relacionar o que amamos a tudo aquilo ao nosso redor (na verdade, muitas vezes fazemos isso inconscientemente), queremos ligar coisa favorita x a coisa favorita y e, acima de tudo, queremos alguém com quem nos conectar e estabelecer uma rede capaz de suportar e aprimorar essas atividades.

Dica 03: Crítica sobre La La Land fala sobre várias coisas, como referências, contexto e uma critica geral ao filme, mas eu acho que essa frase é a que resume bem o filme: (#TemSpoiler)

O filme é a história de amor de um homem e de uma mulher por seus sonhos.

Dica 04: Esse gif maravilhoso <3
Dica 05: Crítica de A Chegada, ah a chegada! <3 (#TemSpoiler)

Se a sensibilidade feminina é constantemente representada de forma tosca na ficção, principalmente em gêneros dominados por homens, como a ação, a aventura e, sim, a ficção científica, e a emoção das mulheres é apresentada como a fraqueza que as afasta do campo de ação, A Chegada faz justamente o contrário: ainda que reforce um estereótipo, são esses traços historicamente inferiorizados que salvam o dia, mostrando que não é preciso chutar bundas de forma literal para ser uma heroína.

Dica 06: Amor próprio não acontece à primeira vista

Ficar sozinha é importante. Ficar sozinha é bom. E, às vezes, a gente tem que passar por umas coisas meio ruins e umas fases meio bads pra se dar conta disso.

Dica 07:  Essa é uma daquelas receitas que se eu tivesse coragem + tempo estaria fazendo A-G-O-R-A! Nossa senhora, Gui seja abençoado: Bolo de Ovomaltine e Caramelo

[facebook url=”https://www.facebook.com/NFL/videos/10154809627481263/” /]

Dica 09: Pros migos que querem curtir o carnaval, vamo tentar isso aqui: Aprenda a fazer glitter caseiro que não polui o meio ambiente

As marcas que estão se dando melhor neste cenário apostam em integração total com o conteúdo, da maneira mais natural possível, respeitando a linguagem do influenciador e trazendo seus produtos para o ambiente digital de maneira não agressiva.

Dica 11: E pra encerrar e não menos importante, JenJen fez uma lista com osfilmes da Netflix pra Fevereiro e eu já tenho a minha estreia preferida: Santa Clarita Diet com Drew Berrymore <3

Deixe uma resposta